Editorias
Sexta-feira, 01 de Março de 2024 08:22 - Saúde

Vigilância Ambiental orienta população sobre como prevenir a dengue

Foto: Ivan de Andrade


O Departamento de Vigilância Ambiental, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está orientando a população sobre os riscos da dengue. A equipe atua na prevenção contra o mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças como zika, febre amarela urbana e chikungunya. Esse trabalho é realizado ainda na fase em que o inseto é apenas uma larva, onde são coletadas amostras diárias nos locais de risco ou indicados por moradores e levadas para testes. Os Agentes de Combate a Endemias (ACE) que estão nas ruas também fazem esse serviço de conscientização dos moradores em não deixar água parada dentro ou próximos dos imóveis e terrenos. Até esta quinta-feira (29) Imbé não tem registrados casos de dengue ou quaisquer outras doenças transmitidas pelo aedes aegypti.

A coordenadora do departamento, Maria Elisa Menezes, salienta que a Vigilância Ambiental acredita que uma ferramenta importante e que tem força é a comunicação sobre as informações até para acalmar a população, tendo em vistas notícias diárias do crescimento de casos da doença no Estado e País.

O departamento iniciou algumas ações para divulgar ainda mais o trabalho de prevenção à dengue. Estão sendo realizadas ações de orientação na praia e em breve, iniciar ações nas escolas do município, para que as crianças tenham conhecimento da doença, formas de contágio e sintomas.

O município já teve duas suspeitas de caso de dengue, com o resultado negativo. Atualmente existem duas suspeitas aguardando a resposta. Os procedimentos necessários quando há casos suspeitos é a vistoria em torno do imóvel. Mesmo que seja algo suspeito, essa ação é necessária para monitoramento de áreas.

Outro detalhe relevante: os mosquitos da dengue são diurnos e só quem pica é a fêmea.
A pessoa não sente a picada que, por sua vez, não coça. A dengue não é transmitida de uma pessoa para outra.

A titular da SMS, Magda Dörr, salienta que os sintomas da doença, caso o mosquito que picou esteja infectado com o vírus, se manifesta de três a cinco dias com os sintomas iniciais, que são febre alta (acima de 38ºC), mal-estar, fadiga, dor de cabeça e dor no corpo e articulações, perda de apetite, náuseas e vômitos e manchas vermelhas pelo corpo. Além disso, alguns grupos têm maior risco de desenvolver complicações de saúde, como é o caso de pessoas com diabetes e hipertensão arterial, gestantes, crianças e idosos.

“Estamos lidando com os protocolos de acordo com a demanda e necessidade e, para isso, estamos trabalhando da melhor forma possível, lembrando que o município está com a situação controlada uma vez que não tivemos caso positivo. Recomendamos as pessoas a usarem repelente e cuidar da água parada. Se a população se prevenir e cuidar cada um do seu ambiente familiar, é meio caminho andado” enfatiza a coordenadora da Vigilância Ambiental.


 

Fotos

24-FEV DENGUE Uma imagem na galeria
Ivan de Andrade

Foto: Ivan de Andrade
Prefeitura de Imbé
Av. Paraguassú, 1144 - Centro
(51) 3627-8200 / 3627-8500