Editorias
Sexta-feira, 09 de Fevereiro de 2024 15:55 - Transportes

Estofados dos ônibus escolares passam por reforma antes do início do ano letivo

Foto: Márcio Sardá


Aproveitando o período de férias, a frota municipal de ônibus escolares passou por reformas na parte interna, mais especificamente nos estofados dos assentos. Ao todo, 10 ônibus foram reformados e estão prontos para retomar o transporte de alunos em Imbé nos três turnos de aula.

Conforme levantamento da Secretaria Municipal de Transportes (SMT), cerca de 80 estruturas sofreram pichações, rasgos, marcas de pés e outras avarias provocadas pelos próprios alunos. O secretário Oldair Arceno, titular da SMT, lembra que os problemas eram bastante comuns de acontecer na época em que cada ônibus contava somente com o motorista para cuidar de todas as funções dentro do coletivo.

Para tentar reduzir os danos às estruturas, o governo municipal nomeou monitores de transporte escolar para, entre outras funções, zelar pela parte estrutural interna dos veículos. Eles se colocam na parte traseira dos coletivos para ter ampla visão do que acontece, evitando depredações e até mesmo brigas. O profissional, porém, também auxilia os alunos no embarque e desembarque e na travessia de ruas, momento em que a maior parte dos atos de vandalismo ocorre.

Os atos inconsequentes causam grande prejuízo aos cofres da prefeitura. Neste último período, o custo dos reparos foi de quase R$ 28 mil. O valor, no entanto, vem sendo reduzido a cada ano por conta do maior número de monitores e por outras ações paralelas, entre as quais a identificação das linhas com maior incidência de avarias nas estruturas e também a conscientização dos alunos, muitas vezes com a intervenção das diretoras escolares e dos próprios pais dos estudantes.

“É importante que as crianças e adolescentes saibam que o transporte escolar e o bem-estar dentro dos ônibus é um serviço pensado especialmente para os nossos alunos. E cuidar desses veículo, além da economia para os cofres públicos em um custo que não precisaríamos ter, também passa por eles”, opina Arceno, lembrando que, atualmente, os escolares atendem 18 linhas dentro da cidade. Destas, as 13 linhas que atendem a parte de Ensino Fundamental são consideradas as mais problemáticas. “Hoje temos a maioria da frota equipada com ar-condicionado, proporcionamos esse conforto aos usuários e gostaríamos que os alunos entendessem isso”, complementa.

Para o prefeito Ique Vedovato, a SMT presta um serviço de extrema importância e que necessita de um cuidado permanente para garantir a integridade e a segurança das crianças. Ele pontua que chegar ao final do ano letivo sabendo que não aconteceu nenhum problema grave, nenhum incidente com os alunos, é o principal fator a ser comemorado. Mas para coibir o vandalismo, o chefe do Executivo planeja novos investimentos.

“Além dos custos de manutenção, que é um item normal pelo desgaste de uso, ainda se tem o custo da reparação do vandalismo, e esse custo seria desnecessário por conta de poucos alunos que acabam prejudicando a todos. Uma das formas de que coibir essas ações é a possibilidade de instalarmos, ainda neste ano, câmeras dentro dos ônibus, justamente para poder identificar quem faz isso e cobrar dos responsáveis os possíveis danos”, adianta Ique.

 


TEXTO: Márcio Sardá

 

Fotos

09-FEV ÔNIBUS 9 imagens na galeria
SMT

Foto: SMT
SMT

Foto: SMT
SMT

Foto: SMT
SMT

Foto: SMT
Márcio Sardá

Foto: Márcio Sardá
Márcio Sardá

Foto: Márcio Sardá
Márcio Sardá

Foto: Márcio Sardá
Márcio Sardá

Foto: Márcio Sardá
Márcio Sardá

Foto: Márcio Sardá
Prefeitura de Imbé
Av. Paraguassú, 1144 - Centro
(51) 3627-8200 / 3627-8500